Ricardo Eletro lança espaço de experimentação de produtos

Ricardo Eletro, varejista pertencente ao grupo Máquina de Vendas, irá inaugurar a primeira loja voltada para experimentação. Localizado no 1º andar do Shopping Parque Cidade, o E-Live foi projetado para proporcionar ao consumidor uma nova experiência sensorial, com a presença física de produtos comercializados pelo e-commerce da rede.

O local conta com tecnologias imersivas para aprimorar a experiência de compra digital, incluindo telas interativas, realidades aumentada, ambientes virtuais e etiquetas com QR Code para a realização de compras.

A loja deverá permanecer aberta por um trimestre, contando com produtos de marcas como ElectroluxLG e Samsung, além das empresas voltadas para o universo GAMER Webfones e  Ubisoft. No local serão disponibilizados um PS4 e um Playstation 4, para antecipar o lançamento de games, como Just Dance e Recon Breakpoint.

“Os esforços miram faturamento adicional, mas sem esquecer da experiência do cliente”, disse Luiz Wan-Dall, CEO da Ricardo Eletro.

“Além deste convite, o uso das tecnologias imersivas não se limita a essas propostas, pois os consumidores também poderão utilizar as novas plataformas da Ricardo Eletro, como o carnê digital icred (sistema de aprovação de crédito digital via aplicativo) e o e-commerce reformulado da marca. Com isso, o nosso objetivo é oferecer o poder de compra e a diversificação de produtos disponível no marketplace, que conta com ‘prateleira infinita’, para atendermos de forma prática, ágil e eficaz”, afirmou o executivo.

Sylvia Ferrari e Renato Loes são os responsáveis por idealizar o E-Live – espaço físico com capacidade para 15 e-commerces exibirem seus produtos, em 700m² de livre circulação, por ciclos trimestrais. “Trabalhamos para criar ambientes de entretenimento, sem compra física, sem caixa, sem estoque físico, privilegiando o contato com os produtos e seus conteúdos”, comentou Sylvia.

As mudanças no comportamento de consumo com preferência por compras online refletem diretamente o cenário econômico do Brasil. Os indicativos demonstram que existem aproximadamente 90 mil lojas virtuais no Brasil, que devem gerar em torno de 80 bilhões até o final deste ano, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

 

Fonte: Mercado&Consumo

*Imagem Reprodução