Lojas Made in Brazil começam a fazer sucesso no exterior

Faz relativamente pouco tempo que a maior parte dos brasileiros começou a apreciar o açaí – a famosa superfruta da região amazônica, antes restrita à região Norte, onde ela é mais abundante e essencial na culinária local. Mas foi na capital paulista, onde o açaí chegou por volta do ano 2000, que os frequentadores de academias e atletas perceberam que a frutinha misturada com granola, frutas e guaraná era uma verdadeira alimentação a favor do corpo. E agora essa fruta já faz sucesso em vários lugares do mundo.

É nisso que os sócios da Açaí Concept, o português Miguel Teixeira e o brasileiro Rodrigo Melo, apostam. A marca surgiu em 2014 em Maceió (AL) e já possui mais de 300 lojas espalhadas pelo Brasil, Portugal, Espanha, Estados Unidos, Suíça, Espanha, Argentina, Chile, Equador e Canadá. Mas sua expansão ganha mais força lá fora. As previsões são da abertura de mais de 400 pontos de venda na Europa, especialmente em Portugal e Espanha, até 2020.  Na América do Norte, a expectativa também é uma expansão rápida, já que os americanos têm provado e aprovado o açaí brasileiro. A previsão é abrir mais 50 lojas em dois anos.

Outra varejista brasileira que tem feito muito barulho lá fora é a Chilli Beans. Líder no segmento de óculos e acessórios na América Latina, a empresa teve faturamento de R$ 650 milhões em 2018 e espera elevar este número para R$ 720 milhões neste ano. Hoje, a marca possui 800 lojas no Brasil e cerca de 50 em países como Portugal, Estados Unidos, Colômbia, Kuwait, Peru, México, Bolívia e Tailândia. A Chilli Beans está com planos ambiciosos para os próximos anos, com a perspectiva de abrir mais 400 pontos e atingir a marca de 1.200 lojas no Brasil e no mundo!

Mas a grande precursora em vender brasilidade mundo afora foi a Havaianas. Já faz um tempo que suas sandálias começaram a aparecer nas vitrines de ruas de comércio elegante nos quatro cantos do mundo, dando um baita orgulho para os brasileiros em ver um produto tão genuíno nosso fazendo sucesso. A Havaianas já tem operações próprias na Argentina, Estados Unidos e Europa. No total são 195 lojas no exterior, 1/3 do total de suas operações, além de ser distribuída em 650 pontos de venda multimarcas em 116 países. É, de longe, o produto brasileiro mais distribuído no varejo do mundo. A meta da companhia é elevar a fatia internacional das receitas da Havaianas dos atuais 25% para 40% nos próximos quatro anos.

Outras marcas brasileiras também brilham lá fora. Empresas como Smart FitCarmen StephensLupoBoticárioNaturaVia UnoH. SternGiraffasRennerHeringSpoletoMorana, entre outras, também têm encontrado a fórmula para crescer lá fora. Uma competição dura certamente, mas todas elas provando que muitas das nossas empresas também têm espaço entre consumidores neste mundo globalizado. Que venham outras!

 

Fonte: Mercado&Consumo

*Imagem reprodução