Havan vai investir R$ 500 mi em abertura de lojas em 2019

Faturamento deste ano deve chegar a R$ 7 bilhões, diz CEO

A rede de lojas de departamento Havan deverá investir cerca de R$ 500 milhões em 2019 para abrir 20 novas operações no país. O aporte inclui a compra de terrenos, obras, móveis e os estoques.

“O capital demandado por cada unidade varia, mas é de ao menos R$ 20 milhões”, afirma o presidente da empresa sediada em Brusque (SC), Luciano Hang.

O tamanho mínimo de um ponto da marca é 6.000 metros quadrados de área construída.

O montante usado na expansão virá do fluxo de caixa próprio e também de financiamentos obtidos junto a bancos privados. A Havan não revela o valor de sua dívida atual.

“Todo o nosso planejamento está feito para realizar a expansão e temos recursos aprovados no orçamento. Só seguraríamos [o plano] se a política econômica do próximo governo não for pró-mercado”, diz.

“Apesar do crescimento fraco do país, cumpriremos a proposta inicial de aportar R$ 300 milhões e chegar às 120 lojas em 2018. Da alta de 40% em receita que esperamos, 25 pontos virão de novos negócios.”

O faturamento deste ano deverá ser de cerca de R$ 7 bilhões, de acordo com Hang.

Ainda em 2018 serão inauguradas sete operações, inclusive as primeiras no Distrito Federal e no Rio Grande do Sul —em Brasília e Passo Fundo, respectivamente.

A marca possui hoje lojas de rua e em shoppings. A maioria delas está concentrada nos estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Cada uma emprega cerca de 150 pessoas.

R$ 5 bilhões
foi o faturamento da rede no ano passado

113
é o número de lojas

15 mil
são os funcionários

Imagem: Reprodução
Fonte: Folha de S. Paulo