Franquias mundiais made in Pernambuco

O Brasil atingiu o ponto de maior número de franquias nacionais atuando fora do país no final de 2017, com 142 redes brasileiras presentes em cem países. Os dados foram divulgados na ABF Expo 2018, maior feira de franquias da América Latina, que terminou na sexta-feira, em São Paulo. Dentro desse universo, algumas marcas pernambucanas têm conseguido boa penetração e trabalham planos de expansão ousados. É o caso das redes Sobrancelha Design e Açaí Concept. Ambas já têm atuação fora do país e miram agora a Europa, com foco em Portugal.

Na Sobrancelha Design, já presente nos Estados Unidos e em alguns países da América Latina, o plano é abrir dez lojas em Portugal até o final de 2019. Alisson Ramalho, presidente do grupo, acredita que as unidades começarão a ser inauguradas já a partir deste ano, o que deve ajudar os planos de faturamento da marca, com perspectivas de crescimento de 30%. “Queremos entrar na Europa com força total, mas também nos interessamos por outras cidades em Pernambuco. Estamos avaliando contratos em Camaragibe, Olinda, Cabo, Surubim, Petrolina e Caruaru”, afirma. Ao todo, neste ano, estão previstas cem inaugurações da marca.

Para ajudar na capilaridade da rede, já com 320 contratos, Alisson Ramalho explica que eles formataram um novo modelo de negócio, que está, inclusive, sendo testado de forma piloto no Recife e outras capitais do Nordeste. São os quiosques SD Make-Up, que focam na maquiagem com uma linha com mais de cem itens, serviços de design e make, e ainda dez itens exclusivos destinados à recuperação e tratamentos das sobrancelhas.

Já a rede Açaí Concept, por sua vez, tem oito estabelecimentos em operação em Portugal, sendo três lojas de rua e cinco quiosques em shoppings nas regiões de Lisboa e do Porto. Agora, a previsão é mais cem lojas em Portugal até 2020 e a penetração no mercado da Espanha. Rodrigo Melo, sócio do grupo, afirma que, com as inaugurações, inclusive uma planejada para Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, a marca deve crescer 30% até dezembro. “Nossa meta é cem lojas por ano”, diz. Para 2019, o crescimento esperado pela rede é de 20%.

Melo adianta que a Açaí Concept está trabalhando com Totens, que têm um investimento inicial de R$ 70 mil, bem abaixo dos R$ 150 mil necessários para as lojas. Nos Estados Unidos, a rede já tem duas lojas na Flórida e deve abrir outras nove em Orlando.

Internacionalizar a empresa, porém, não é indicado para todos os segmentos. Huberto Damas, um dos diretores do grupo Bittencourt, consultoria que ajuda franqueadores a definir estratégias, afirma que alguns passos são essenciais para o êxito da expansão fora do Brasil. “Primeiro, a empresa tem que ter uma reserva financeira para superar adversidades iniciais. Segundo, é preciso achar uma pessoa in loco que conheça bem a cadeia de fornecedores, a logística, as leis e o mercado no qual o empreendedor vai entrar. Por fim, é preciso muita pesquisa sobre a cultura local e adaptações.”

* Imagem reprodução
Fonte: http://www.impresso.diariodepernambuco.com.br/noticia/cadernos/economia/2018/06/franquias-mundiais-made-in-pernambuco.html