Com plano de expansão internacional da marca, Calçados Bibi planeja abrir 9 unidades pela América Latina em 2019

A Calçados Bibi, pioneira na fabricação de calçados infantis no Brasil, fechou o ano de 2018 com 110 unidades em operação, sendo quatro delas internacionais. A marca registrou um aumento de 4% na rede de franquias, além de implantar 13 novas unidades em diferentes estados brasileiros. O ano de 2018 também marcou o início da expansão internacional na Bolívia, com uma loja aberta no shopping Ventura Mall, em Santa Cruz de La Sierra, e a continuidade da expansão em Lima, no Peru. Para 2019, a marca espera implantar 20 novas unidades, sendo ao menos seis delas fora do Brasil.

Segundo informações da ABF (Associação Brasileira de Franchising), um movimento que continua em alta é o de internacionalização das marcas brasileiras. Um estudo já consolidado de 2018, mostra que há 145 redes nacionais com operações em 114 países, sendo que em 2017 eram 142 redes, em 100 países. Além disso, o segmento de Moda é o mais representativo, com 35 marcas, sendo a Bibi uma delas. “Daremos sequência ao plano de expansão internacional da marca. Após abrir unidades no Peru e na Bolívia, além de fortificar a presença em tais países, queremos ingressar em outros localizados na América Latina. Nossa projeção é implantar, ao menos, mais seis unidades internacionais em 2019 e fechar o ano com 10 pontos em operação no exterior”, explica Kohlrausch.

Ainda segundo a diretora de Varejo da Calçados Bibi, o principal objetivo da empresa é levar a diferenciação aos consumidores da marca, por meio de produtos de alto valor agregado e trabalhar constantemente em fatores ligados a inovação. A Calçados Bibi exporta desde 1970, com marca e design próprio, para mais de 70 países, como Estados Unidos, Inglaterra, Japão, Hong Kong, China, Índia, Emirados Árabes, Argentina, Peru, entre outros, via exportação direta a lojistas multimarcas, virtuais ou distribuidores, dependendo do país.

“Em 2019 completamos 70 anos de atuação e vamos continuar investindo constantemente em inovação, que é uma premissa básica e que está no DNA da empresa. Dessa forma, a expectativa de crescimento na rede de franquias é de 20%, e na indústria também de 20%. Estamos otimistas com a retomada da economia”, finaliza Kohlrausch.

Leia a matéria completa em: http://bit.ly/2tSnY5C
Imagem: Reprodução