As tendências de Retail Real Estate apresentadas na última edição do Mapic

Na última edição do Mapic, ocorrido recentemente entre 16 a 18 de novembro – evento anual de Retail Real Estate (mercado imobiliário para varejo) organizado pela Reed MIDEM em Cannes na França tem se consolidado como grande evento do setor, focado principalmente nos mercados da Europa, Ásia e Oriente Médio. Infelizmente pouco frequentado por brasileiros, que na sua maioria mal conhecem ou nunca estiveram neste evento. Uma pena, pois ele tem se se firmado como um dos grandes eventos direcionadores de tendências para shopping centers e varejo do mundo inteiro.

No congresso dois temas tiveram destaques: diversas palestras sobre o O2O (online to off-line) que representa o movimento de empresas de comercio eletrônico ingressando em lojas físicas, e consequentemente em shopping centers. No mês passado, este foi objeto do meu artigo anterior, especifico sobre este assunto. Este fenômeno omnichannel que ainda está dando seus primeiros passos no mundo, tem se mostrado cada vez mais viável, com a tecnologia como grande aliada em tornar a compra online em um grande centro de experiências nas lojas físicas. Dentro deste tema, outros assuntos que mereceram destaques: phygital (experiência digital na loja física), pop-up stores, millennials e o seamless experience (experiência digital continua).

Outro tema bastante discutido foi o movimento do retailtainment (varejo + entretenimento) e do eatertainment (restaurante + entretenimento), com um número recorde de expositores –,  mostrando que o shopping center é cada vez mais um hub sociale as pessoas buscam além de comprar, se divertir, confraternizar e se alimentar, mas de uma forma mais descontraída. Os exemplos recentes são as principais âncoras dos 2 novos shopping centers inaugurados este ano em Nova Iorque – O Le District, um mini templo gastronômico/temático em homenagem a gastronomia francesa no novíssimo Brookfield Place e o Eataly, ancorando o também novíssimo WTC Westfield, compondo o complexo do WTC. Em ambos os casos, as tradicionais lojas de departamentos que até então ancoravam os shopping centers, cederam espaços para estes templos de gastronomia com ênfase em muita experiência.

Os novos parques temáticos, com os temas da Mattel, como Barbie e Hot Wheels, os parques de trampolim, os conceitos de Family e edultainment, parques de esportes radicais, rodas gigantes e mais um vasto cardápio de opções mostram que o entretenimento definitivamente invadiu o universo dos shopping centers e devem aumentar sua presença física cada vez mais em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Outros temas debatidos foram o digital signage – cada vez mais presente nas lojas e nos shopping centers, o varejo de luxo, projetos imobiliários em destaque sendo construídos em vários países e a possibilidade de um amplo networking com executivos do mundo inteiro, fazem da visita um programa obrigatório para quem atua neste ramo, além é claro de poder usufruir da beleza sem igual da cidade de Cannes localizada na região da cote d’azur, que dispensa maiores comentários.

 

Por:

Marcos Hirai (marcos.hirai@gsbgh.com.br), sócio-diretor da  GS&BGH Retail Real Estate