AMARO aposta em lojas físicas para se aproximar dos consumidores

A loja de roupas Amarou nasceu digital, mas logo percebeu que precisava investir no mundo físico. A varejista, que tem peças femininas para usar no trabalho ou no carnaval, cresce com a expansão de lojas físicas, que permitem que mais consumidores conheçam a marca. A empresa não divulga o faturamento, mas afirma que pretende dobrar a receita em 2019.

A companhia segue a tendência do meio digital: uso de big data, forte presença em redes sociais(com mais de 500 mil seguidores no Instagram) e tecnologia para o desenvolvimento dos produtos. A equipe de TI é até maior que a equipe de estilistas que de fato desenham as roupas. São 400 funcionários ao todo, divididos o escritório em São Paulo e no centro de produção e distribuição.

Através da loja online, a empresa coleta dados valiosos. A Amaro sabe onde os consumidores clicaram no site, que produtos colocaram no carrinho e quais não compraram, quais devolveram, o que ficou largo ou apertado. Assim, consegue passar esses dados à equipe de produção para desenvolver roupas mais acertadas.

Mesmo assim, a empresa sabia que precisava de um pé no meio físico. “Ainda temos um desafio de ganhar a confiança do consumidor, que ainda tem o costume de comprar em lojas físicas, principalmente fora das grandes capitais”. diz Oliver

A primeira loja da Amaro foi inaugurada no Shopping Higienópolis, em 2015, três anos após a criação. Até agora, são 16 unidades em quatro cidades, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba. Em 2019, a intenção é continuar expandindo os “Guide Shops” e chegar a novas cidades.

Mesmo com uma operação moderna e digital, a empresa cresce com o formato mais antigo do varejo, as lojas físicas.

Leia a matéria completa: https://abr.ai/2H2wbff

Fonte: Exame.com
Foto: Reprodução